sábado, 16 de junho de 2018

Resenha: A Sutil Arte de Ligar o F*da-se - Mark Manson


" A certeza é inimiga do crescimento"

Vou contar pra vocês que quando eu vi esse livro nas livrarias, eu pensei: Hummm esse livro deve ser mais um auto ajuda como tantos por aí...
Mas ai eu comecei a ver um monte de gente lendo e gostando...minha irmã leu e adorou...ai comprei o e-book (paguei R$13,00).
Eu adorei! Me rendi a ele! Postei algumas frases no instagran do blog, no FB e muita gente se interessou também. Na verdade ele não é auto ajuda não, ele é auto realista *rs, ele te dá vários exemplos e choques de realidade de que você é quem faz a sua vida, você é responsável por tudo o que acontece com você, mesmo que não seja o culpado por elas.

"Quando você passa a se sentir confortável com toda a merda que a vida joga na sua cara (e ainda vai rolar muita merda, pode acreditar), você se torna invencível, num sentido levemente (bem levemente) espiritual. Afinal de contas, o único jeito de superar a dor é aprender a suportá-la.”

Eu amei a parte que ele fala sobre as referências, me dei conta de que tudo na vida é referência! Ele conta diversas histórias de vida, as vezes dele mesmo, as vezes de artistas como Ringo Star, Dave Mustaine, Buda e por ai vai.
A linguagem usada no livro é "mara", porque na verdade é como se Mark estivesse conversando com você o tempo todo, contando as experiências dele, e te dando conselhos, falando sobre a vida...vi essa leitura como um bate papo com um amigo.
Acredito que Mark Manson tem um dedo no Budismo, pois muitas das suas filosofias pairam sobre os preceitos dessa filosofia de vida, como a aceitação, sofrimento é inevitável, viver o hoje, e por ai vai.

"Se o sofrimento é inevitável, se os problemas da vida também são, a pergunta que devemos fazer não é "Como paro de sofrer?", e sim "Pelo que estou sofrendo? Com que propósito".


O mais importante é que ligar o f*da-se não é não se importar com nada, e sim, se importar apenas com o que realmente importa, a vida é curta, você precisa parar e refletir o que é importante pra você.