terça-feira, 19 de junho de 2018

Resenha: O Fundo é Apenas o Começo - Neal Shusterman

"A luzinha do "check-up do cérebro" se acende de muitas maneiras, mas essa é a parte problemática: o motorista não pode vê-la. É como se ela estivesse posicionada no porta-copos do banco traseiro, debaixo de uma lata vazia de refrigerante que já está lá há um mês. Ninguém vê a luzinha, a não ser os passageiros - e só se estiverem procurando, ou então quando ela fica tão quente e brilhante que derrete a lata e incendeia o carro"pág. 97

Conheci esse livro pelo Skoob, li várias resenhas positivas e fiquei muito interessada.

"O Fundo é Apenas o Começo" relata um período da vida de Caden Bosh, onde ele começa a manifestar os primeiros sinais de transtornos psiquiátricos. Até os quinze anos ele era um menino comum: ótimo aluno, bom filho e irmão, mas aos poucos ele é tomado por pensamentos obsessivos, fugas da realidade, mania de perseguição; por esse motivo, as primeiras sessenta páginas podem parecer um tanto confusas ao leitor desavisado, pois os primeiros capítulos contam uma viagem mirabolante de Caden num navio pirata, com um capitão cegueta e um papagaio conversador. O livro é sempre dividido entre a realidade e os episódios da doença.

Aos poucos Caden começa a perder os amigos, a perder o interesse na escola, a perder o senso de realidade.

Uma coisa que me preocupou é que demorou um certo tempinho para os pais perceberem o que acontecia com o garoto, isso serve até de alerta para nós, pais e mães, pois como diz o trecho que separei e transcrevi lá em cima, a própria pessoa não percebe que esta com problemas, tem que ser alguém que esteja perto e atento para perceber. 
Depois que a família entendeu os sinais, agiu rápido e esteve junto de Caden sempre, ele teve todo o apoio e isso é tão bonito! Foi realmente algo real!
Eu confesso que fiquei bem abalada lendo, esse livro é uma experiência para o leitor sentir e se infiltrar na mente de Coden, "O Fundo" é um livro que me tocou fundo, me emocionei, me sensibilizei com o protagonista. Eu já tinha lido "Tartarugas até lá embaixo" do John Green que também relata um adolescente com transtornos psiquiátricos, no caso TOC, e em ambos os casos, as doenças são reais, pois o filho de Neal tem esquizofrenia e todas as ilustrações que constam no livro são dele, assim como Green tem TOC.


"Mil pensamentos me passam pela cabeça, mas não os sinto como se fossem de fato meus. São quase como vozes. E me dizem coisas /.../ Os pensamentos-vozes dizem que devo fazer coisas. "Vá arrancar os cabeçotes dos sprinkles do vizinho. Mate as cobras"..."Esta vendo o bombeiro que vive mais adiante da rua?...Na verdade, é um terrorista que faz bombas caseiras, Pegue com caminhão dele, saia dirigindo e se jogue no penhasco..." pág 95

Recomendo muito essa leitura. É um livro para ser lido com calma e refletido.

Esse livro veio na caixinha Visões do Skoob, assino por R$59,90