sexta-feira, 25 de maio de 2018

Resenha: O Homem de Giz - C. J Tudor

"Comecemos pelo princípio. O problema é que nunca estivemos de acordo quanto ao princípio. Foi quando o Gav Gordo recebeu o balde com paus de giz como presente de anos? Foi quando começamos a desenhar bonecos de giz ou quando eles começaram a aparecer por sua iniciativa? Foi quando se deu o terrível acidente? Ou quando encontraram o primeiro corpo?"


O livro conta a vida dos amigos Ed, Gav Gordo, Hoppo, Mickey Metal e da menina Nicky. Todos tem por volta de 12 anos. 

Ed é filho de um jornalista meio frustrado e de uma médica que trabalha numa clínica de abortos Ele é um menino meio tímido, cleptomaníaco, se transforma num adulto meio frustrado, professor de inglês, acumulador, sonambulo e meio beberrão.

Nicky é filha do reverendo (a mãe a deixou com o pai) da cidade que faz campanha contra a clinica que a mãe de Ed trabalha. É uma feminista e a maioria das vezes contra o pai.

Gav Gordo é o menino mais abonado da turma. O pai tem um bar. É  o mais gordo da turma, o mais leal e sarrista,

Hoppo é o mais pobre. O pai sumiu e a mãe é faxineira. É aquele que sempre tenta contornar a situação e acalmar os ânimos.

Mickey Metal é um garoto meio falsiane, melhor amigo de Gav e irmão do valentão da cidade, Sean.

O livro começa com um prólogo já contando que uma garota é assassinada e esquartejada. A cabeça é retirada por uma pessoa e colocada em uma mochila.

A estória é sobre esses assassinatos que ocorreram e todos eles tinham desenhos de bonecos palitos de giz desenhados.

O começo dessa série de acontecimentos não é bem definido, e nessa pequena cidade qualquer coisa é uma grande novidade, talvez tenha sido quando um novo professor se apresenta, alto e albino, o sr Halloran salva uma menina da morte, quando esta se acidenta em um brinquedo Twitter, ou no aniversário, Gav ganha um balde lotado de giz, ou quando um garoto aparece morto no lago...

O livro tem um salto no tempo de 30 anos sem que nenhum desses acontecimentos tenha sido resolvido. E é uma inesperada visita de Mickey Metal que tudo retoma e começa a ser elucidado.

Os bonequinhos de giz aparecem porque as crianças seguindo um conselho do professor Halloran, começam a brincar desenhando nas ruas com giz (já que Gav tinha ganhado um balde gigante de giz no aniversario).E nisso os 5 amigos começam a fazer códigos secretos com esses 'homens palitos". Todos os crimes tem homens de giz desenhados. 

Quando comecei a ler "O Homem de Giz", eu tinha alta expectativa e depois de lido, eu ainda não sei se gostei ou não. Eu esperava um Thriller de suspense e a narrativa é meio lenta, em determinados capítulos é meio romantizado, cheio de descrições e achei um tanto cansativo. Lá pela página 60 é que a estória realmente começa. 
Todos os crimes que ocorreram são solucionados, nada deixa de ser explicado pela escritora, alguns frustam o leitor, talvez merecesse uma solução mais interessante, outros são muito bem tramados e fixam a leitura. Se eu tivesse que dar uma nota de 0 a 10, daria 7,5.

****Spoiler**** para ler selecione o texto abaixo:


Nenhum dos crimes tem ligação, cada um foi feito por uma pessoa diferente. 

Por exemplo quando Sean morre afogado, foi Gav que colocou a bicicleta dele no lago. Tentando entrar no lago para resgata-la, Sean morre. Sean era um rapaz terrível, quase toda a cidade não gostava dele.

No velório de Sean, o policial Thomaz aparece com a filha Hannah, dizendo que ela esta grávida e que Sean a tinha estuprado, mas na verdade Hannah (que era uma das fiéis escudeiras do Reverendo), está grávida deste. 
Antes desse acontecimento, Hannah vai na clínica da mãe de Ed para tentar abortar a criança, mas a mãe de Ed a convence a não fazer o aborto. Hannah conta para esta que o verdadeiro pai é o Reverendo, por sua vez a mãe de Ed conta para o marido e esse conta para o pai de Hannah...ou seja, o espancamento que o reverendo leva e que fica vegetativo, foi responsabilidade do policial Thomaz.

Sr Halloran depois de ter salvo a garota do Twister/Elisa se apaixona por ela e eles tem encontros secretos no bosque. Elisa que antes era morena, decide dar uma mudada no visual e tinge as madeixas de loiro, ficando muito parecida com Hannah.

Na verdade, o reverendo não esta vegetativo, ele consegue andar e falar, ou seja, mente o tempo todo. Uma noite, ele foge do asilo e vai ao bosque onde antes se encontrava com Hannah. Vendo uma jovem loira, acredita ser ela (mas na verdade era Elisa) e a mata. Vendo o engano que cometeu, decide picotar o corpo. 
No dia seguinte Ed caminhando pelo bosque, acha o corpo, como ele tinha se encantado com Elisa desde o dia do acidente, decide levar a cabeça dela numa mochila...e a mantem por mais de 30 anos numa mochila, embaixo do assoalho da casa. 
Ele faz desenhos de homens palitos perto da cena do crime para facilitar a policia a achar o corpo e seus pedaços.

Prof Halloran, (o homem de giz, que levou esse apelido pq deu a ideia de brincarem com os giz), se suicida logo após a morte de Elisa, e todos acham que foi ele quem a matou, (pois os pais eram contra esse amor, já que ela era uma adolescente e ele um trintão), tudo porque  Ed arrancou do dedo da morta um anel e deixou na casa do Sr Halloran, acreditando que este gostaria de uma recordação da namorada. 

Mickey depois de uma festa, dá carona a Gav, estes sofrem um grave acidente. Gav fica paraplégico. No entanto Mickey não bebia, mas no teste de embriaguez, deu positivo. Gav nunca perdoa seu melhor amigo. Mickey retorna 30 anos depois à cidade dizendo que fará um livro sobre toda essa historia. Porém logo  ele morre afogado no mesmo lago que o irmão. 
A verdade ´que  Hoppo o matou, pois Mickey tinha descoberto que fora Hoppo quem batizou a bebida dele no dia do acidente com Gav. Hoppo não gostava de Mickey quando eram crianças.


Paguei R$39,90