quinta-feira, 31 de maio de 2018

Resenha: Com amor, Simon - Becky Albertalli

"É que às vezes parece que todo mundo sabe quem eu sou, menos eu.”

Primeiramente tenho que dizer que esse é um livro fofo e acredito que os adolescentes vão amar!

Simon é um garoto boa pinta, bom aluno, bom filho, bom amigo, aquela pessoa que todo mundo quer ter por perto, ele é gay, mas não "saiu do armário" ainda, nem é por causa dos pais, esses são super compreensíveis e ele sabe que o apoiaram,  mas sim por uma insegurança dele mesmo, como os amigos iriam reagir? Como contar?

“Mas estou cansado de sair do armário. Tudo o que eu faço é sair do armário. Tento não mudar, mas estou sempre vivendo essas pequenas mudanças. Arrumo uma namorada. Tomo uma cerveja. E, todas as vezes, preciso me reapresentar para o universo.”

Simon troca e-mails com Blue, um rapaz gay da mesma escola, porem nem ele e nem Blue sabem quem é um e outro, eles se correspondem por apelidos e emails anônimos. Até que Martim, descobre as correspondências e chantageia Simon. Mas não é uma chantagem agressiva, Martim se esconde na fachada de cara legal, mas que na primeira oportunidade mostra as suas garras.

Em nenhum momento Símon sofre aquele bullying clichê ou agressões físicas, apesar de ter que lidar com Martin que é um preconceituoso disfarçado, o livro trata da questão psicológica, da auto aceitação, de como lidar em si mesmo com as suas opções.


“Sentir-se seguro quanto à masculinidade não é a mesma coisa que ser hétero.”

A narrativa é toda em primeira pessoa, é como se cada leitor fosse Simon, e nessa jornada a gente vai se descobrindo com ele e compreendendo como um adolescente gay se sente e se aceita.

A parte mais fofa do livro é o romance dele com Blue.  Quando eles se conhecem e enfim começam a viver esse amor, é muito fofo!!! 

Achei que é um ótimo  livro para os adolescentes que vivem essa situação e principalmente para quem ainda tem algum preconceito com a questão LGTB.

Paguei $25,90