quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Resenha: A Guerra dos Fae - Elle Casey

"Bem, é simples: muitos humanos que habitam o planeta Terra são em parte fae. Vou lhes fazer algumas perguntas: já experimentam a sensação de déjà -vu? Já sonharam com alguma coisa que depois se realizou? Já viram alguém que acreditaram conhecer de algum lugar sem se lembrarem de onde? Acontece de conhecerem uma pessoa nova e, por algum motivo inexplicável, terem a sensação de que devem ficar bem longe dela? Costumam sonhar que estão voando acima das árvores ou respirando embaixo da água? Já foram a um lugar novo e tiveram a sensação de já o terem visitado? E, por fim, já sentiram que são especiais, mas incompreendidos, como se não fizessem parte do mundo normal? Tudo isso são manifestações do sangue fae." pág. 276

Eu normalmente não gosto de livros sobre fantasia, mas gostei desse viu?! Acho que a Geração Jovem acertou nessa publicação em cheio!

Amei os personagens principais pois, eles são muito reais e humanos! 
A estória começa com Jayne e Tony. Os dois são alunos de uma escola, onde nenhum dos dois se encaixa, são do grupo dos excluídos.
Jayne tem 17 anos, é uma menina sozinha, rebelde e desbocada, mora com a mãe e o namorado desta. Meio que forçosamente fez de Tony o seu melhor amigo. A amizade dos dois é uma das coisas mais bacanas do livro.

Tony é um nerd, que depois de saber que Janye foi assediada pelo padrasto, decide fugir com ela sem destino certo, os dois param em Miami. Conhecem uma organização onde alguns jovens tem chance de participar de um experimento e ganhar 500 dólares. 
Jayne e Tony aceitam, pois não tem nada a perder. De repente se veem num bosque cheio de criaturas  bizarras, como lobisomem, gnomos, bruxas e outros seres.
Nesse ambiente, eles descobrem dons e que nem tudo no mundo é como pensamos.

A narrativa de "A Guerra dos Fae" prende até o leitor que não curte o estilo (como eu por exemplo), gostei muito da relação que a escritora criou entre Jayne e Tony, e da descrição dos obstáculos que os dois tem que passar no bosque.

No final fica esclarecida muita coisa, como por exemplo: Quem são os fae, o que eles fazem e querem. Também já temos um gostinho do que será o segundo volume, que com certeza vou querer ler.
Será que a amizade de Jayne e Tony é forte o suficiente para enfrentar todas essas aventuras?