quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Resenha: Os Últimos Quartetos de Beethoven - Luis Fernando Veríssimo


"- E esse vestido ridículo?
- Meus peitos, afinal, não seriam necessários. Ele está obviamente afim de você.
- Bobagem.
- Você é que deve se perguntar que sacrifício está disposto a fazer para ganhar essa guerra João
 ...
- Vamos jantar senhores?
 À mesa, João sente o joelho de André encostar no seu. Não afasta a perna." p.19


Sinopse:
Amor, sexo, relacionamentos, obsessões, violência, morte, tem de tudo em Os últimos quartetos de Beethoven e outros contos: de histórias ligeiras, como a do passageiro com fobia por avião, a mais densas, como a do ex-militante assombrado por lembranças do passado. Vícios e virtudes do ser humano temperados pelo humor incomparável de um mestre da narrativa curta.
Os cinco eram apaixonados pela Livia. Um dia ela teve a ideia de um pacto de sangue para unir a turma até a morte. A amizade sobreviverá ao ritual? O texto inédito batiza Os últimos quartetos de Beethoven e outros contos, o primeiro livro só de contos de Luis Fernando Verissimo.
Uma espanhola misteriosa e sensual, um ex-preso político atormentado por uma mancha no carpete, um expert em vinho que não bebe, um homem que precisa decidir até onde ir para ganhar uma promoção, uma violoncelista que exerce um estranho domínio sobre cinco amigos. Sem contar a empregada doméstica que resolve todos – eu disse todos – os problemas da casa. Quem mais além de Cremilda seria capaz de se livrar do agiota que inferniza a família e ainda por cima fazer um manjar branco igual ao da mãe do patrão?
O autor vai do drama à comédia, com incursões aqui e ali na tragicomédia. Como no caso do homem que, durante um enfarte, tenta se lembrar de onde botou o remédio e o que vêm à mente são as ruas de Copacabana, o Gordo e o Magro, as capitanias hereditárias, a linha média do Flamengo tricampeão dos anos 1940 e Gisela. Ah, a Gisela!

Minhas Impressões:
Eu gosto tanto do filho quanto do pai. Luís Fernando Veríssimo é um mestre, tal qual seu pai Érico Veríssimo. Amo os dois.

E em "Os Últimos Quartetos de Beethoven", Veríssimo mostra todo seu humor, sua leveza, vai do drama a comédia.

Neste livro estão reunidos 10 contos do escritor, alguns bem curtinhos, e outros mais longos, mas todos ótimos! Ri muito com o livro, achei magistral!

Aqui ficamos conhecendo a "Dolores Fuertes de Barriga", o caso do João que quer se promovido, a Cremilda que parece uma mulher que caiu do céu, as loucuras de Lívia, e será que nossa vida é melhor que a dela? um expert em vinho que nunca experimentou um gole.

São 168 páginas imperdíveis! Eu devorei o livro, amei e já guardei na estante, porque com certeza vou reler várias vezes! É um livro para se ter, porque é muito bom!!!

Custa R$29,90. Vale muito a pena!!