terça-feira, 1 de outubro de 2013

Resenha: Jardim de Inverno - Kristin Hannah

"- Seu pai pensa que não posso lidar com a morte dele.
- E você pode? - Nina perguntou com simplicidade.
- Você ficaria surpresa com o que o coração humano pode suportar." (p. 57)


"Jardim de Inverno" começa em 1972 quando as irmãs Meredith e Nina preparam uma peça de final de ano com um conto de fadas que sua  mãe Anya sempre contava. Essa é a forma que a filha mais velha Meredith, encontrou de tentar amolecer o coração gelado da mãe, (que sempre foi fria com as filhas, deixando todo o amor que sentia para o marido), porem o que Mere não sabia é que esse dia a marcará para sempre sua vida, pois Anya tem uma reação oposta ao planejado, e com gritos e rispidez manda com que todos parem com a apresentação.

Meredith, hoje, é uma mulher de 40 anos, casada com Jeff, o amigo de infância que sempre se amaram, eles tem duas filhas. Nina é uma fotografa famosa, no entanto ambas não conseguem expressar o amor que sentem pelos seus entes queridos.
O casamento de Mere com Jeff está abalado pela frieza, a mesma frieza que Anya envolveu as filhas nesses anos todos. Amor elas só viram e sentiram do pai Evan.
Contudo, ele sofre um ataque cardíaco, e falece, mas deixa um último pedido para as filhas: conheçam sua mãe.

A única lembrança que elas tem da mãe são os contos de fadas, que cessaram após a apresentação fracassada em 1972. Agora Nina terá que descobrir da mãe o que no seu passado a feriu tanto, e o que suas estórias tem a ver com a vida real.

Eu amei esse livro, já vou adiantando.
Adoro romances e dramas que envolvem crescimento psicológico/sentimental das personagens, e esse é um exemplo clássico!  
Conhecendo a mãe, Meredith, conseguirá entende-la e entender-se, conseguirá humanizar-se, o que é lindo! 

Nina é a filha que sai de casa a procura de uma referência feminina, é a filha que ninguém pode contar, pois viaja pelo mundo a trabalho, e por isso também não amarra sua vida a nada, nem ao apaixonado Danny que quer um relacionamento sério com ela.

Anya tem todas as respostas, mas é uma mulher fechada, trancafiada no seu mundo e no seu passado, passa horas em seu jardim de inverno perdida em pensamentos e sentimentos.

"Jardim de Inverno" me surpreendeu, eu não esperava tanto, nas páginas finais eu já estava as lágrimas, é surpreendente, e lava a alma do leitor. 
Narrado na 3a pessoa a escrita é bem envolvente, e a trama divide-se nas estórias de Anya e na vida atual sem Evan.

É uma estória de como podemos mudar nosso destino, do preço que pagamos pelas nossas escolhas, e o que faríamos por amor.