sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Resenha: Peça-me o que Quiser - Megan Maxwell

" - Pequena, nunca farei nada que você não aprove antes. Mas quero que saiba que seu jogo é meu jogo. Seu prazer é meu prazer, e você e eu somos os únicos donos de nossos corpos". pág. 125
Eis que acabei de ler "Peça-me o que quiser"! De antemão preciso dizer que esse livro é recomendado somente para maiores de 18 anos! E isso se dá porque ele é do gênero erótico, mas não é um erótico qualquer. Ele é MUITO erótico!

Quando eu pego um livro erótico para ler, eu já sei o que vou encontrar, qualquer leitor espera que ele tenha cenas boas de sexo e algum romance, certo? E é isso que ele contem!

"Peça-me o que quiser" conta a estória de Judith, uma moça de 25 anos, atraente, alegre, adora futebol, sair com amigos, e seu gato Trampo. Jud trabalha na empresa Muller em Madri como secretária de Mônica, uma alta executiva, que mantêm um caso com Miguel, um colega de trabalho. Um dia no estacionamento, Judith vê os dois transando e isso mexe com seus hormônios, até porque ela não tem um namorado há algum tempo.
Dias depois, a moça esta indo almoçar, e o elevador trava, dentro dele estão algumas pessoas e um homem lindo, alto, de olhos azuis;  nervosa pela situação, Judith começa falar sem parar, ela esta desesperada e diz várias coisas engraçadas, nesse momento, mesmo sem saber ela estava conhecendo o Iceman, Eric o dono da empresa.
A atração entre os dois é instantânea. No escritório eles se esbarram, e não conseguem evitar a tensão sexual que existe, principalmente quando espiam Mônica  e Miguel tendo relações. 
Eric convida Jud para jantar e a apresenta a um "club" de voyeurismo, pois ela diz que a única coisa que não aceita é sado. 

Mas será que ela esta preparada para todos os segredos desse homem e seus jogos?

A leitura é bem dinâmica, fluida, e  em primeira pessoa (Judith). 
"Peça-me o que quiser" é diferente de todos os eróticos que já li, ele não tem aquele lado BDSM que a maioria lida depois de "50 tons", Megan Maxwell tenta algo novo e muito forte! O livro tem romance sim, mas o ponto alto são as cenas sexuais.
A leitura é carregada de erotismo, e vários tipos diferentes de sexo, como lesbianismo, voyeurismo, e etc, que não irei explicitar aqui para não perder a "graça" para o leitor.
Judith e Eric mantem uma relação de paixão, sexo, idas e vindas. Em algumas partes, ela consegue se impor, em outras ele parece um menino mimado cheio de vontades. O final deixa você no vácuo querendo saber o que acontecerá com o casal. (Em Novembro sai a 2a parte da trilogia).
AH! Eric guarda um segredo e confesso que fiquei bem interessada nessa parte! Adoro um mistério!
 
Se você é um leitor/leitora preparado para fortes emoções, não tem tabus, ou quer esquentar a relação, essa leitura é feita para você.