terça-feira, 14 de maio de 2013

Resenha: A Infância de Jesus - J. M. Coetzee

"Por que a gente está aqui?
Não sei o que dizer. Estamos aqui pela mesma razão que todo mundo está. Nos deram uma chance de viver e nós aceitamos essa chance. 
É uma grande coisa, viver. É a coisa mais importante de todas". p. 25

São tantas coisas para escrever sobre esse livro que  até me perco. 
Precisei de um tempo depois de ter lido para pensar e refletir sobre ele, porque é um livro com muitas temáticas, muitos questionamentos, e fazer uma resenha sobre ele não é fácil, por que com certeza algum ponto importante ficará faltando, e ele é tão bom, que eu queria que não faltasse nada.
Eu amo livros que me fazem pensar e rever conceitos, e é isso que "A infância de Jesus" faz. Não é um livro biblíco, e se não tivesse esse título você só se "tocaria" no final.

Coetzee conta a estória de um homem e um menino que chegam de navio numa cidade chamada Novilla. Lá todos tem que esquecer seu passado e falar espanhol.
Novilla lembra muito uma ditadura: a comida é racionada, todos vivem numa igualdade que gera uma mesmice, uma falta de querer, de pensamento, de ironia, de diferenciação, de humor.
As pessoas esquecem suas vidas passadas e iniciam uma nova vida sem paixão, desejo ou qualquer outro sentimento que os abale. É um ambiente de conformismo, onde se vive sem sobressaltos.

Uma questão importante tratada no livro: qual a diferença entre viver e sobreviver?

Símom (homem) e David (menino) estão a procura da mãe do menino. Símom o encontrou no navio, e desde então esta cuidando dele. David é um menino inteligente, questionador, amável. Aprende a ler com o livro "Dom Quixote" e senti muita semelhança entre a estória do menino - Dom,Quixote - Jesus.

"- Prendem ele numa gaiola e ele faz cocô na calça;
-  E por que fazem isso? Prender Dom Quixote?
- Porque não acredita que ele é Dom Quixote.
- Não. Fazem isso porque não existe uma pessoa chamada Dom Quixote. Porque Dom Quixote é um nome inventado Querem que ele volte para casa e recupere o juízo". p. 243

O livro mantem várias discussões sobre o valor das coisas, o porque do desejo, a importância do sexo, a vida versus a realidade, existe algumas alusões passagens biblícas (pão, amor de David pelos animais, querer ressucitar o estivador etc) e discuti até mesmo a história, ora questionando-a ora aceitando-a.
Acredito que o maior questionamento seria: estamos preparados para receber um Jesus hoje?

Recomendo! Ótimo livro para pensar e refletir. Tem tudo para virar um clássico!

Informações:
Título: A Infância de Jesus
Autor: J. M. Coetzze
Tradução: José Rubens Siqueira
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 300
Edição: 1a - 2013
Preço R$44,00