terça-feira, 2 de abril de 2013

Resenha: A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista - Jennifer Smith - Ed Galera Record

"- É aquela velha história - disse o pai -, se você ama alguém, deixe que se vá.- E se não voltar?- Alguns voltam, outros não - respondeu e apertou o nariz da filha - Eu sempre vou voltar.- Mas você não tem luz (como o vagalume) - explicou. O pai sorriu.- Quando estou com você, tenho sim."p. 120
"A Probabilidade Estatística do Amor á Primeira Vista" é um livro apaixonante!
Na verdade ele foi uma grata surpresa por que não esperava gostar tanto! E no final das contas me apaixonei!
A capa por si só já é fofa, e quando você começa a leitura, não consegue parar devido ao jeito cativante e interessante que a autora Jennifer Smith narra sua estória.

Hadley é uma moça americana de 17 anos que tem que viajar para Londres, pois será o casamento de seu pai.
Hadley não lida bem com a separação dos pais mesmo já tendo passado mais de 2 anos. Ela sente a perda do pai...da família, e chega a ter raiva dele por ter saído de casa. Nem sequer concebe a idéia de ter uma madrasta. 
Por insistência da mãe, ela decidi ir à cerimônia, porem chega 4 minutos atrasada no aeroporto e perde o vôo, sendo então remanejada para o seguinte.
Por golpe de sorte ela fica conhecendo Oliver, um britânico boa pinta, educado e que senta ao seu lado no avião, eles trocam idéias, confidencias e devaneios a viagem toda.
Mas quando aterrizam, como será que ficará esse sentimento todo? Será que serão apenas dois desconhecidos? Será que estão apaixonados?
"É isso que se faz em aviões. Você divide um apoio de braço com uma pessoa por algumas horas; troca histórias sobre sua vida, conta uma coisa ou outra, talvez uma piada. Comenta sobre o tempo e sobre a comida, que está ruim. Escuta o outro rocando. E, depois, diz adeus". p. 97
Esse livro tem a capacidade de  fazer você sentir aquele friozinho na barriga da época de início de namoro, aquela insegurança de não saber se voltaremos a nos ver, se o que eu sinto é a mesma coisa que ele sente. 
É um chick-lit delicioso que faz com que o leitor não consiga parar de ler até a última página.
No decorrer da leitura vários pontos sobre as vidas dos dois são esclarecidos, me peguei emocionada várias vezes com o crescimento da personagem de Hadley e com o sentimento que ela guarda dentro dela.
Vale muito a leitura!

Eu amei!

Informações:
Editora Galera
223 páginas