quarta-feira, 17 de abril de 2013

Resenha: A Pousada Rose Harbor - Debbie Macomber - Novo Conceito

"Não sei se consigo viver sem você" disse eu, o que era verdade.
"Você consegue e viverá. Na verdade sua vida será longa e plena. Você sentirá alegria novamente e boa parte dela virá da Pousada.
A pousada é meu presente para você."

 "A Pousada Rose Harbor" é o primeiro livro de uma trilogia.

Marie Jo é uma  mulher de 37 anos, que perdeu seu marido 3 meses após o casamento.
Ele era um oficial do exército americano, e seu helicóptero foi abatido pelo Al Quaeda. 
A perda e o luto são encarados por Marie que sofre intensamente a perda de Paul, mas também não aguenta continuar no mesmo lugar, com a mesma vida que tinha antes, e decide se mudar para uma cidadezinha e comprar uma pousada.

A Pousada Rose Harbor é o local onde as feridas dos seus hóspedes e as dela serão sanadas.
Pela descrição da escritora, essa pousada é um lugar super aconchegante, e faz com que queiramos estar lá provando dos quitutes de Marie, e conhecendo cada cômodo.

O livro gira em torno de 1 final de semana, onde conhecemos os primeiros hospedes: Josh e Abby. Ambos tem pendências com o passado e com a cidade de Cedar Cove.

O pai de Josh sumiu quando ele era pequeno, e a mãe casou-se com Richard, um homem austero que nunca suportou o enteado, porem agora o padrastro esta nos momentos finais da vida, e talvez essa seja a oportunidade de se perdoarem.

Abby passou sua vida toda em Cedar Cove, até que um acidente matou sua melhor amiga Angela. Se sentindo culpada, Abby nunca se permitiu viver plenamente sua vida, e quem sabe nesse fim de semana, ela tenha a chance de enterrar esse passado de tristezas. Morando atualmente na Flórida, ela volta a pequena cidade, para participar do casamento do irmão. Quem sabe ai ela possa encontrar o seu grande amor?

Também conhecemos Mark, o faz tudo da região, que tira Marie Jo do sério, e promete cenas para os próximos capítulos...

Eu achei a estória interessante, os personagens bem construidos, e o tema que é a busca do perdão, da reconciliação e da paz, é lindo! A editoração está fabulosa, as páginas tem desenhos de rosas, a capa é linda. Porem em alguns momentos eu achei que a escritora "enrola" nas passagens, a escrita fica "mais do mesmo". 
Mas o livro prende o leitor e faz com que queiramos ler a segunda parte! 
Os novos hospedes já fizeram reserva! O que podemos esperar? :)