segunda-feira, 15 de abril de 2013

Resenha: A Lista dos Meus Desejos - Grégoire delacourt - Ed. Alfaguara


"Eu possuía o que o dinheiro não podia comprar, mas apenas destruir.
A felicidade.
Minha felicidade, em todo o caso. Minha.
Com seus defeitos. Suas banalidades. Suas pequenezas. Mas minha.
Imensa. Fulgurante. Única". p.112

"A Lista dos meus Desejos" é um livro de extrema sensibilidade! Parece que em alguns trechos você está lendo uma poesia. 
A maneira como o escritor conduz a narrativa e nos conta sobre suas personagens é cativante, e nos mantem fixos na leitura, que é fluída e interessante.

Grégoire Delacourt apresenta ao leitor a estória de Jocelyne. Ela é uma mulher de 46/47 anos, gorda, mãe de 2 filhos adultos, casada com o Jocelyn.
Ela tem um armarinho e um blog sobre tricô. Ele trabalha numa fábrica de sorvete.
Jo é uma mulher cheia de pequenos sonhos, e de cicatrizes que a vida fez. Uma mulher que não se sente merecedora de grandes amores, emoções. Uma mulher que apesar de tudo o que já passou, gosta da sua vida, e de seus pequenos sonhos.
Um dia, Jo aposta na loteria e ganha 18 milhões de Euros. 
Com receio de perder o de mais sagrado que ela tem: família, ela mantem o fato em segredo. Porem o inesperado acontece, e Jocelyne precisa reinventar sua vida.

O livro é curto, são 150 páginas, mas a personagem é uma mulher forte! Marcante! Uma personagem sofrida, mas que mantem a beleza das pequenas coisas.
Após ficar milionária, ela faz uma lista com os seus desejos, onde se incluem um descascador de batatas e um tapete novo para o boxe.
Tudo o que essa nossa guerreira quer é ser amada, ser vista como uma mulher atraente, e manter sua vidinha.
Ela tem um blog de tricô, que ela acha que é um passatempo sem importância, e aos poucos ela nota que suas palavras fazem com que milhares de mulheres se sintam bem, felizes, e consigam inspiração.
Na verdade, nossa protagonista foi tão maltratada pelas pessoas, que não consegue ver as coisas boas que faz.

Porem o destino se encarregará de dar um novo começo a ela.