sábado, 6 de outubro de 2012

Resenha: Eu e o Silêncio do Meu Pai - Caio Riter



"O que via meu pai - se é que via, se é que me via - por trás daqueles olhos azuis cheios de álcool?" p. 13

"Eu e o Silêncio do Meu Pai"é um livro tocante! 
Na primeira página, vem uma frase linda de Kafka para o pai (Livro Carta A Meu Pai), que diz:
"Rogo-te, pai, compreende-me bem." 
Para quem não sabe, Kafka teve sérios problemas com o pai, tendo uma vida conturbada pela presença autoritária e massacrante de seu pai, o que ele retrata muito bem em suas obras. O autor de "Eu e o Silêncio do Meu Pai" usa essa frase, como Kafka, pois esse livro tem um tom autobiográfico e conta sobre sua vida com seu pai, que não chegou a ser boa. Essa frase de Kafka no livro me emocionou muito, pois mostra que apesar da infância ruim, ambos demostram grande fidelidade familiar.

Caio Riter conta muito sobre sua alma, sobre os sentimentos mais profundos que permeiam o coração de um filho, e me fez pensar e repensar em como a nossa família pode nos causar danos sem mesmo que saibam disso. 
Fiquei pensando em como os pais tem esse "poder" sobre os filhos, e na maioria das vezes não se dão conta de como podem traumatizar uma pessoa.

A história é a cerca de um menino que tem um pai alcoólatra, uma mãe carinhosa e é o filho caçula de 7 irmãos. O livro é cercado de flashbacks da infância, alguns em 1a e outros em 3a pessoa, e em todo o momento, apesar dele retratar a vergonha que tinha do pai, fatos tristemente marcantes da sua vida, o leitor sempre é lembrado de como essa criança, que hoje é um homem, tem um grande carinho pelos pais e irmãos.
Achei o livro lindo, quem tem algum tipo de problema familiar com o pai, indico muito a leitura, pois é sobretudo, muito emocionante.

Segue o booktrailer, que achei igualmente lindo:



RITER, Caio.
     Eu e o Silêncio do Meu Pai/ Caio Riter. Ilustrações Casa Rex. - SP: Biruta, 2011
ISBN 9788578480820
Preço R$26 a R$33