sábado, 15 de setembro de 2012

Resenha: A Culpa é Das Estrelas - John Green

"Eu sou uma granada. 
Só quero ficar longe das pessoas, ler livros, pensar e ficar com vocês dois,
 porque não há nada que eu possa fazer para não ferir vocês; vocês estão 
envolvidos demais...E não posso ser uma adolescente normal porque sou 
uma granada." p. 95

"A culpa é das Estrelas" é um livro maravilhoso e doído (sim, de dor!).
Eu me apaixonei e me entreguei à essa estória. 
Ri, e chorei mais ainda. Acima de tudo é um livro lindo sobre amor, amizade e perseverança perante às dificuldades.
John Green conta a estória de Hazel, uma adolescente de 16 anos que aos 13 descobriu um câncer de tireóide com metástases no pulmão, quase morreu, mas graças a um remédio (que infelizmente só existe no livro), ela mantem os tumores sob controle. 
Um belo dia sua mãe decide que Hazel precisa se socializar e a leva a um grupo de apoio, onde outras crianças/jovens com câncer trocam experiências. Lá ela conhece o Augustus que teve um osteosarcoma,  e amputou uma perna, mas esta há um ano  e meio SEC (sem evidência de câncer).
O elo que os une é o livro (também ficcional) " Uma Aflição Imperial" que simplesmente Hazel é aficcionada e indica a leitura a Gus. Os dois se encantam ainda mais com o livro e com seus mistérios e nisso acontece uma relação muito profunda de carinho, amizade e confiança entre os dois.

O livro não é melodramático, não é um manual de como não ter câncer ou como reagir a um,  não é uma novela mexicana de sofrimento; nossa protagonista tem total esclarecimento sobre sua situação, trata disso de forma clara e objetiva, às vezes até sarcástica e irônica.
Mas claro que o tema é triste e mesmo as pessoas mais duronas (como eu), se pegam às lágrimas, porque ele tem passagens muito bonitas, tem frases maravilhosas que dariam para grifar metade do livro, e tem uma lição de vida linda!
A leitura é dinâmica, ele é muito bem escrito, a estória muito bem contada, as personagens são tão reais que quase se pode tocar nelas, e sentir seus próprios sentimentos. Eu amei e recomendo muito a leitura!

Curiosidades:
No livro "Uma Aflição Imperial" a personagem Ana tem um hamster que chama Sísifo, que nada mais do que faz alusão do Mito de Sísifo de Albert Camus, onde o homem foi condenado pelos deuses a todo dia carregar uma pedra ladeira acima, e a mesma rolava a baixo de noite; tendo então o homem que repetir todos os dias o mesmo ato. 
Não seria essa a vida de um Hamster correndo na rua rodinha? Nâo seria essa mesma repetição da nossa vida?

Sobre o título: Evoca a peça "Júlio César" de Shakespeare, quando Cássio diz: "A culpa, meu caro Bruto não é das nossas estrelas, mas de nós mesmos" e o escritor de "Uma Aflição Imperial" condena essa frase dizendo que não a nenhuma escassez de culpa às estrelas.

Preço de R$19,70 a R$29,90
GREEN, John. A Culpa é das Estrelas/ John Green; tradução Renata Pettengill.
      Rio de Janeiro: Intrínseca, 2012.
288 páginas : 21 cm

ISBN: 8580572266

 

14 comentários:

  1. Marcela!! Cooooomo q vc lê tanto??? Tô impressionada!! hahaha.. todo dia tem resenha!!!!
    Vc lê vários livros ao mesmo tempo?? Consegue ler rápido?? Conte-nos o segredo!!! hehehe :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É vício Lu!!! Muito vício! Eu não leio muito rápido não...e leio 1 por vez, não consigo misturar histórias e sentimentos e talz... :) Beijos!!

      Excluir
  2. Olá! Esse autor é o mesmo de "Quem é Você, Alasca?", que deve ser lindo também. Vc conhece? Ainda não li nada do autor e estou bem curiosa.

    abraços,
    Luciana
    http://folhasdesonhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o próprio!!! Eu tb quero ler!!! Mas ainda não achei pra comprar! Bjs!

      Excluir
  3. Fico impressionada com a sua evolução para a leitura,esse livro parece ser incrível valeu a dica bjs

    ResponderExcluir
  4. Mais uma resenha positiva sobre A culpa é das estrelas.
    Pretendo ler em breve.

    Bjo.

    ResponderExcluir
  5. Tbm não gosto ler mais de um ao mesmo tempo!!

    Q super vício bom!!! ;)

    Bjo!!!

    ResponderExcluir
  6. realmente não dá para ler todos de uma vez..kkkkk,porém as dicas são sempre bem vindas,eu por exemplo estou doida para ler o livro do ''Gabriel Garcia Márquez''que vi a resenha aqui no blog!!Já este não compraria no momento...Um abraçoooo!!!!!

    ResponderExcluir
  7. suzana ferraz furlandomingo, 16 setembro, 2012

    e quem não sente prazer na leitura jamais poderá saber do que estamos falando,eu leio desde os 7 anos de idade,ja ganhei concursos de leitura,me sinto tão feliz pq aqui no meu mundinho ja ri,ja chorei,visitei lugares incriveis,ajudei desvendar crimes,tirei conclusões precipitadas,julguei errado,enfim,esse mundo só meu ninguem nunca vai poder invadir...muitissimo obrigado pela dica!bjão!

    ResponderExcluir
  8. Muito interessante, esse é o tipo de livro para refletir sobre nossa vida, para não olharmos só para nós mesmos e ver que existe um mundo em nossa volta e todo mundo quer ter seu espaço nele. Gosto muito quando você aborda aqui no blog estes temas que nos fazem refletir mais e pensar quem realmente somos. Por isso livros são uma benção em nossas vidas, apesar de muitos serem ficção eles nos mostram o bem, nos mostram como lidar com os sentimentos e como controlá-los, nos faz entrar num mundo totalmente diferente do nosso, ou muitas vezes parecido com o nosso. É sempre um mistério! Bjs e ótimo trabalho!

    ResponderExcluir
  9. Mais uma resenha positiva... e eu querendo mais ainda ler... mesmo sabendo que vou chorar... deve ser mesmo doído... mas a garota ter tanta consciência e perseverança é o que dá mais curiosidade... uma pena que o remédio exista apenas na ficção.

    ResponderExcluir
  10. Finalmente, eu li e gostei. O Gus é apaixonante e um perfeito cavalheiro, rouba a cena. Bjs

    ResponderExcluir

Sua opinião é super importante!
Obrigada por deixar seu comentário!