terça-feira, 14 de agosto de 2012

Livro: A Casa Que Amei - Tatiana de Rosnay


"Como eu poderia deixar a casa, meu amor?
Esse prédio alto e anguloso é a minha vida. Cada
cômodo tem uma história. A minha história. A sua
Preciso escrever essas histórias nessas folhas de papel.
Sinto um anseio fortíssimo,insaciável. Quero escrevê-las
para que as palavras se mantenham fortes, com vida
própria, e para que existam de verdade...Moramos aqui
e apesar das peças que o destino nos pregou, aqui fomos
felizes..." p. 54

"A Casa que Amei" conta a história de Rose Bazelet, uma senhora de meia idade, que perdera seu marido há dez anos, e se vê sozinha em meio as demolições e modernizações projetas por Napoleão em meados do séc XIX.
Sua casa em breve será demolida, e ela se nega a sair de lá, pois nessa casa, onde nasceram seu marido, sua filha, seu sogro...guardam muito mais que memórias e sentimos, guardam um segredo.
O livro apresenta a tragetória dessa mulher, através de cartas que ela escreve ao falecido marido, por meio delas, ficamos conhecendo mais sobre o passado e o presente de Rose, que se esconde no porão da antiga casa, enquanto todo bairro começa a ser destruído.

A escritora como uma autêntica parisiense, nos conta dados históricos e um pouco sobre Paris de 1860. A história flui, a leitura é dinâmica e rápida.
Acredito que a leitora (mulher) principalmente, em vários momentos se coloca no papel de Rose, sentindo suas angústias, seus medos, compartilham até a dor do segredo de Rose, tão bem guardado por 30 anos.
Outro fato interessante do livro, é a amizade de Rose por Alexandrine! Fará toda a diferença!

É um livro meigo, que fala sobre amor, amizade e sobre Paris.

ROSNAY, Tatiana de
      A Casa que Amei; tradiução Catharina Epprecht - Rio de Janeiro: Objetiva, 2012
ISBN: 978-85-8105-083-6