Resenha: O Jogo do Anjo - Carlos Ruiz Zafón

quinta-feira, 28 de agosto de 2014
Por Gláucia Guilhem


Não queria começar com “não gostei” ou “ não indico”, mas são as  palavras que melhor traduzem o sentimento ao terminar a leitura, mas posso me explicar...
Terminei A Sombra do Vento embevecida, estimulada e muito encantada com o estilo de Zafón. Comecei O Jogo do Anjo com as mais altas expectativas e considero que este tenha sido o erro, não as atingi.
Mais um escritor – novos acontecimentos – uma vida muito diferente. David Martin, o protagonista, com uma vida sofrida e com mudanças constantes.
“Ainda não posso morrer, tenho coisas a fazer. Depois terei a vida inteira para morrer.” Pág.77
David tinha muitas coisas para fazer. Viver seu amor com Cristina e ajudar seu amigo Pedro Vidal, que se achava um escritor.
Ser um escritor famoso, ver seu nome na capa de livros na livraria do Sr. Sempere, personagem amável e querido, desdeA Sombra do vento, muito bom reencontrá-lo.
Mas “um escritor nunca é uma pessoa de confiança” pág. 103
E sua vida segue aos trancos e barrancos, às vezes escrevendo livros que não o agradavam para sua sobrevivência. Até que recebe uma proposta de trabalho misteriosa, diferente e suspeita.
“Ninguém está plenamente consciente da cobiça que se esconde em seu coração até o momento em que ouve o doce tilintar da grana em seu bolso.” Pág.164
Doente, namiséria e vencido pela insistência do “Patrão” ,como chamava o editor Andreas Corelli, responsável pela encomenda do livro que mudaria sua vida.
Zafón é admirável em suas descrições, com riqueza de detalhes e com a habilidade ímpar de direcionar todos os personagens( e são muitos) pelos caminhos da trama.
Surge Isabella. Um“ anjo da guarda”  e uma pedra no calcanhar de David, mas responsável pela descoberta de sentimentos  antes por ele desconhecidos.
O suspense é trabalhado com maestria, com surgimento de personagens e fatos novos constantes. Considero desnecessário o terror que se apresenta em alguns momentos. Só o suspense já faria o seu papel.
Uma soma de mortes e desencontros amorosos. Sem final feliz, sem viverem felizes para sempre, com romances improváveis.
“A vida lhe ensinou que todos nós precisamos tanto de grandes e pequenas mentiras quanto dear.” Pág.361
Para quem tem o dom de desvendar mistérios, perfeito.
Para quem aprecia uma boa escrita, ótimo.
Para quem busca calmaria e encontros confortantes, não indicado.
“A única maneira de conhecer realmente um escritor é através do rastro de tinta que ele vai deixando.” Pág. 294

Ou sangue...


Resenha do Leitor: A Sombra do Vento - Carlos Ruiz Zafón

terça-feira, 29 de julho de 2014
A leitora Gláucia Guilhem nos mandou a resenha de "A Sombra do Vento".
Muito obrigada querida! Eu adorei e fiquei com vontade de ler!!





Um Livreiro, uma pequena livraria e seu filho. Em uma Barcelona, em meio a guerra, pessoas apaixonadas por livros, como nós, e de repente a história começa a tomar corpo.
“Cada livro, cada volume que você vê, tem alma. A alma de quem o escreve, e a alma dos que o leram, que viveram e sonharam com ele.” Pág.09

O autor Carlos Ruiz Zafón consegue com maestria envolver o leitor página a página. Um livro repleto de surpresas, descobertas, pistas e suspense. Um novo capítulo, novos personagens, novos rumos na trama, tudo amarrado com uma linguagem rica, bela e admirável.
“ Cada vez que um livro troca de mãos, cada vez que alguém passa os olhos pelas suas páginas, seu espírito cresce e a pessoa se fortalece.” Pág. 09

É o que eu gostaria. Que todos que conheço e compartilham comigo esse vício de ler e apreciar bons livros tivessem a oportunidade de conhecer Julian Carax e todos os “tipos” que o cercam. Personagens ímpares que despertam os mais diferentes sentimentos.
“ Nunca confie em ninguém, especialmente em relação às pessoas que você admira. Serão essas que irão desfechar os piores golpes.” Pág.22

A emoção, curiosidade , ansiedade nos consome em cada página e num final intenso, surpreendente de tirar o fôlego pode-se comprovar:
 “ O destino costuma estar em cada curva de uma esquina, mas uma coisa ele não faz é visitas em domicílio. É preciso ir atrás dele. “ pág 188

Quero ler!

terça-feira, 15 de julho de 2014
Oi pessoal!! Tudo bem?
Hoje trago alguns dos lançamentos que estão na minha fila de espera e que estou louca para ler:

Perdendo-me

(Amei essa capa!)
Sinopse: Bliss Edwards vai se formar na faculdade e ainda tem a sua. Chateada por ser a única virgem da turma, ela decide que o único jeito de lidar com o problema é perdê-lo da maneira mais rápida e simples possível com uma noite de sexo casual. Tudo se complica quando, usando a mais esfarrapada das desculpas, ela abandona um cara charmosíssimo em sua própria cama. Como se isso não fosse suficientemente embaraçoso, Bliss chega à faculdade para a primeira aula do último semestre e... adivinhe quem ela encontra?

Se eu ficar

Depois do acidente, ela ainda consegue ouvir a música. Ela vê o seu corpo sendo tirado dos destroços do carro de seus pais – mas não sente nada. Tudo o que ela pode fazer é assistir ao esforço dos médicos para salvar sua vida, enquanto seus amigos e parentes aguardam na sala de espera... e o seu amor luta para ficar perto dela. Pelas próximas 24 horas, Mia precisa compreender o que aconteceu antes do acidente – e também o que aconteceu depois. Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas. 

Meu inverno em Zerolândia

"Meu inverno em Zerolândia" é a história de uma perda, da vida escolar conturbada e dos caminhos desajeitados e incertos que o amor pode tomar. Alessandra tem 17 anos quando sua mãe morre. Sua dor é como uma redoma e quando retorna à escola, se afasta dos amigos e vai sentar junto a Gabriel, conhecido como Zero, a nulidade da turma. Deseja apenas ser ignorada, como acontece com ele. Zero, porém, é mais interessante do que parece. Em sua falsa indiferença, é atento e sensível. É ele quem socorre Alessandra, aparecendo inesperadamente ao seu lado quando ela precisa de ajuda. Viram um par: Zero e Zeta. Aos poucos, um sentimento indefinível ganha forma entre as paredes da classe e a praia de inverno, surgindo uma história delicada e forte que mudará para sempre a vida desse casal de adolescentes. De maneira realista, Meu inverno em Zerolândia mostra a juventude italiana e seu cotidiano, em uma história dura e envolvente, capaz de mostrar que a soma de dois zeros não é zero, mas sim dois.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visitas em 2013

Tradutor

Voltar ao topo
Mulherices e Cia Ltda © Copyright 2012. Desenvolvido por Elaine Gaspareto